7 dicas para desenvolver uma equipe de alta performance

Pontomais
Jun 15, 2021

As Equipes de alta performance são extremamente importantes para alcançar resultados chaves de uma organização. Hoje, o grande desafio das empresas é tornar as áreas cada vez mais voltadas para esse modelo de negócio.


E como transformar uma equipe normal, em uma de alta performance? As formas são diversas, mas a principal delas é: entender como funciona o fluxo de trabalho, validar as mudanças necessárias a serem feitas e trabalhar a forma como os integrantes das equipes pensam com relação aos resultados.


Para entender mais sobre essa forma de trabalho, acompanhe-nos neste artigo!

O que é uma equipe de alta performance?

Por definição, uma equipe de alta performance é aquela que entrega suas demandas com um nível de eficiência e excelência superior às demais. Sempre focada em resultados, é um modelo de trabalho em que todos do time e squad caminham juntos em uma única direção. São equipes que possuem características como:

  • Alto nível de engajamento e motivação;
  • Autogerenciáveis;
  • Resposta rápida a erros;
  • Rotina de testes;
  • Planejamento guiado por números, metas e objetivos.

Quais os pontos chaves para desenvolver esse tipo de equipe?

Se a equipe é composta por colaboradores que já são mais antigos na empresa, é interessante ter um tipo de treinamento explicando a nova forma de operar dentro da empresa. Isso porque pessoas que já possuem uma metodologia e fluxo de trabalho definido, são um pouco mais resistentes à mudança.


Mas se a equipe está sendo formada, é importante focar em um processo seletivo que filtre os perfis não compatíveis com essa estrutura de trabalho, e foque em pessoas que possuem um fit maior com equipes que focam em performance

E como desenvolver uma equipe de alta performance?

  1. Objetivos

Para montar a equipe é necessário entender quais os objetivos gerais da empresa e como aquela equipe irá atuar para se aproximar e atingir esses objetivos. Dependendo das atividades que serão desenvolvidas, os integrantes serão diferentes.


Por exemplo, se a equipe for responsável por desenvolver um projeto em produto (software, aplicativo, site), os integrantes terão que ter habilidades técnicas referentes ao desenvolvimento desse projeto.


Nesse exemplo citado, uma das possíveis estruturas de equipe seria:

  • Product Owner;
  • Desenvolvedor;
  • Designer de conteúdo (UX Writer);
  • UX designer;
  • Analista de Marketing.


Em algumas equipes mais enxutas, dentro dos squads ficam apenas:

  • Product Owner;
  • Desenvolvedor;
  • UX designer.


  1. Definição de papel

Com o objetivo da equipe definida e os projetos definidos para serem desenvolvidos, a segunda etapa, para que o squad possa se autogerenciar ao longo do tempo, é entender e definir qual o papel de cada integrante.


Nessa etapa, os cargos já foram definidos e por ser uma equipe multidisciplinar é importante cada um entender qual parte do projeto vai encabeçar. Por isso, algumas perguntas que devem ser feitas:

  • Qual a principal responsabilidade desse integrante?
  • Quais atividades serão desenvolvidas por ele?
  • Quais as atividades que ele terá que liderar?   


Dessa forma, todos da equipe sabem a quem recorrer para dúvidas, ou para cobrar alguma entrega. 

  1. Liderança

Em uma equipe autogerenciável, entende-se que todos os integrantes têm a habilidade de liderar, e de fato terão o momento de liderar o time. Por isso é importante, como responsável pela equipe, focar em desenvolver essas lideranças em cada um. 


Sempre lembrando que: liderar é completamente diferente de mandar, certo? O líder tem o papel de esclarecer alguns caminhos, e ainda assim, deixar que cada integrante do squad faça as coisas à sua maneira, de forma que agregue valor à dinâmica e aos projetos executados.

  1. Foco em resultados

Os objetivos gerais de um time de alta performance, é ao final do processo alcançar os resultados estipulados pela empresa e coordenação. Por isso, é importante todos os integrantes estarem a par dessas metas e entenderem que cada atividade executada, auxilia para o alcance desses resultados. 


Existem algumas rotinas que auxiliam um time de alta performance a se manterem com o foco nos resultados. São eles: 

  • Definição de OKR’s (Objetivos gerais da empresa) e KPI’s (Indicadores chaves de performance) do time
  • Reports diários de números - pode ser número de vendas, leads conquistados, engajamento, entre outros.
  • Dailies para entender como cada integrante está lidando com as suas próprias atividades. As reuniões diárias são o momento perfeito para falar sobre alguma dificuldade ou problema que esteja tendo no processo de alguma atividade. Assim, todos do time ficam a par de algum atraso e conseguem oferecer ajuda.


  1. Trabalho em equipe

Se a ideia é todos do time trabalharem para alcançar um objetivo comum, sem que isso gere um sentimento de “faço apenas o que é meu”, quer dizer que o trabalho em equipe precisa ser integrado e a habilidade de trabalhar em conjunto também estará presente.


Existem algumas dinâmicas que podem ser trabalhadas para auxiliar o trabalho da equipe, ao longo do processo. Duas das principais metodologias utilizadas na Pontomais são a sprint ou scrum. Elas podem ser utilizadas em projetos menores, assim como projetos de meses. 


Com essas duas formas de trabalhar, o grupo inteiro entende o que será executado, em qual momento, e qual a participação de cada integrante para alcançar o resultado esperado. 

  1. Feedbacks ou Feedfowards

Essa é uma das características, se não a mais importante, uma das mais importantes. A ideia de manter feedbacks constantes, ou conhecidos também como feedfowards, é que os integrantes da equipe não esperam o momento do feedback para evidenciar algum problema ou algo positivo.


A ideia é sempre manter uma conversa aberta com todos os integrantes do time, falar o que cada um pode melhorar em momentos oportunos e corrigir rapidamente comportamentos ou técnicas que não sejam tão positivas para o time de forma geral.


E a técnica de feedforward é exatamente essa. Essa metodologia não trata de erros ou acertos passados, e sim a ideia é manter um diálogo aberto e constante, para que os erros sejam corrigidos rapidamente e os acertos exaltados rapidamente também.   

  1. Ferramentas

Um time de alta performance precisa de ferramentas que contemplem as suas necessidades como um todo. Essas ferramentas podem ser de automação, documentação, organização, gerenciamento de demandas, entre tantas outras. 


E para times de RH que desejam ser mais eficientes, e desempenharem suas atividades com mais agilidade, a Pontomais é a solução mais completa.


Com a Pontomais é possível:


  • Fazer o fechamento de espelho de ponto em poucos cliques;
  • Gerenciar banco de horas de equipes em um só lugar;
  • Aprovar ajustes de horário e abonos;
  • Extrair mais de 20 relatórios gerenciais;
  • E muito mais!

Leia também: