Episódio 09: Conhecendo a Jornada do Colaborador

Assista:

Leia:

Conhecendo a Jornada do Colaborador


Olá, o meu nome é Frederico Lacerda e esta é a EX Academy, iniciativa de educação sobre o tema de Employee Experience no contexto do futuro do trabalho.

Parte fundamental da nossa jornada, implementando um programa de Gestão de Experiência do Colaborador, é justamente mapear e desenhar jornada, não a nossa, mas a dos colaboradores que trabalham na nossa empresa.

Como já conversamos por aqui, a nossa maior armadilha, ao trabalhar com Employee Experience, é manter a nossa visão limitada à nossa perspectiva sobre como é a jornada e sobre o que importa para os colaboradores.

Essa visão é enviesada, não apenas pelos objetivos e metas da organização na qual a gente trabalha, mas também pelas nossas crenças e experiências pessoais que podem ser valiosas, mas não necessariamente representam bem a experiência de todos os colaboradores da nossa empresa.

Para evitar isso nada melhor do que desenhar a jornada dos colaboradores. Uma jornada pode ser definida como um caminho, um caminho que as pessoas percorrem desde que aplicam ao processo seletivo até o dia em que saem da nossa empresa.

Ao longo desse caminho, existem diferentes momentos que importam de acordo com expectativas, desejos e necessidades das pessoas. O exercício de desenhar essa jornada nos ajudará não só a mapear e melhorar os nossos processos internos, mas principalmente a compreender os nossos colaboradores e o que eles encontram, observam ou sentem ao longo de suas experiências pessoais dentro da nossa empresa.

Essa tarefa pode parecer simples em um primeiro momento, mas ela pode se tornar extremamente complexa dependendo do tamanho e da diversidade da nossa organização. Mas isso não deve nos desanimar, podemos dar o primeiro passo mapeando elementos de jornada comuns para todos os colaboradores, com foco nos principais processos de jornada que temos na nossa organização, como processo seletivo, processo de Onboarding, ciclo de gente e processo desligamento.

Ao passo em que a prática de mapeamento de jornada ganha robustez, a gente pode começar a trazer mais complexidade para o nosso mapa de jornada, identificando momentos que importam e avaliando diferentes trilhas de jornada para cada persona ou grupo de colaboradores dentro da nossa organização.

Se você ainda não conhece esses conceitos, como momentos que importam e personas ou nunca os aplicou no contexto de Employee Experience não se preocupe, a gente vai abordar em mais detalhes nos próximos capítulos de EX Academy. Fique com a gente para aprender mais sobre Employee Experience. Até a próxima!

Escute pelo Spotify: