Episódio 02: Design Organizacional e Novos Paradigmas

Assista:

Leia:

Episódio 02: Design Organizacional e Novos Paradigmas

Olá, meu nome é Thais Fernandes, sou especialista de metodologia na Pin People, e esta é a EX Academy, uma iniciativa de educação voltada para o tema de Employee Experience no contexto do Futuro de Trabalho.

Você sabia, segundo os dados da Gallup, 87% dos colaboradores não estão engajados e 50% estão buscando um novo trabalho? E o que esses dados nos dizem? Estamos vendo uma ruptura de uma visão ultrapassada, na qual as empresas são voltadas para colaboradores que precisam trabalhar, e evoluindo para a criação de empresas, na qual as pessoas desejam estar.

O estudo realizado pela IBM, mostra uma relação positiva, em uma boa experiência no trabalho, no maior número de vendas e retorno financeiro. Além do contexto da briga por talentos, no aumento da rotatividade, investir na experiência do colaborador se torna estratégico e vital para as organizações. O mundo está mudando muito rápido, as empresas precisam de um novo jeito de trabalhar, e esse novo jeito é colocar os colaboradores no centro. Isso significa ter os processos organizacionais mais voltados para o colaborador.

A empresa passa a ter uma liderança que cuida da experiência do seu liderado, uma maior participação do time nas decisões organizacionais e uma coleta de feedback contínua para entender necessidades e traçar planos de ação. Dessa forma, as empresas medem o que importa, nos momentos que importa para os seus colaboradores. O RH está passando por uma mudança de papel para acompanhar as novas necessidades da força de trabalho. Começando a abraçar a cultura ágil, o design thinking e o uso de dados.

O principal desafio é parar de supor ou imaginar o que os colaboradores querem e passar a escutá-los. Entender as dores e necessidades específicas que precisam ser priorizadas. Esse, é um processo contínuo e que deve fazer parte do dia a dia do desenvolvimento organizacional.

Vou dar um exemplo, na visão de negócios, de uma empresa que entende muito bem o seu cliente: a Netflix. Ela utiliza vários algoritmos e dados de navegação para indicar e até criar conteúdos. Com base nos dados, eles criaram uma série de muito sucesso, Stranger Things, conhece? Para que o RH possa agir no momento certo de forma estratégica impactando positivamente a experiência do colaborador, ele precisa conhecer profundamente o seu público e tomar decisões baseadas em dados. Que tal encarar os seus colaboradores, como a Netflix encara seus clientes?


Fique com a gente para aprender mais sobre Employee Experience. Até a próxima!

Escute pelo Spotify: