Episódio 03: Origem e definição de Employee Experience

Assista:

Leia:

Origem e definição de Employee Experience:

Olá, meu nome é Frederico Lacerda, e esta é a EX Academy, uma iniciativa de educação voltada para o tema de Employee Experience no contexto do futuro de trabalho. A gente já falou bastante que o mundo do trabalho está em transformação e que o novo campo de batalha, da guerra de talentos, não vence mais quem oferece a maior remuneração e sim, quem oferece o melhor pacote de experiência no trabalho. Mas o que é Experiência do Colaborador? Ou Employee Experience? De onde surgiu esse conceito?

A forma mais simples de definir o conceito de Experiência do Colaborador é pensar na Experiência do Cliente, o conceito mais antigo e, portanto, mais conhecido. Levando isso em conta, podemos definir EX com tudo aquilo que o colaborador encontra, faz, vê e sente ao longo do seu relacionamento com a empresa. O ciclo de vida do colaborador começa no primeiro contato do candidato com a Marca Empregadora e termina no seu último dia de trabalho. Cada etapa ao longo dessa jornada pode melhorar ou piorar sua experiência e, consequentemente, o seu nível de engajamento, a sua produtividade, a sua performance e a sua vontade de permanecer na organização.

O conceito de EX pode ser considerado também uma abordagem mais holística do conceito de Employee Engagement, ou Engajamento do Colaborador. Vale lembrar que engajamento é objetivo final, enquanto experiência é o meio para conseguir colaborares engajados. Jacob Morgan, um dos autores mais conhecidos sobre o tema, traz uma das definições que a gente mais gosta na Pin People pela simplicidade e clareza. Imagine que sua empresa possa ser representada por dois círculos, um ao lado do outro: o da esquerda, concentra o que os colaboradores esperam, precisam e desejam da organização e da sua experiência no trabalho. Já o do lado direito, concentra design da organização com base no que você, como representante da empresa, percebe, entende e interpreta do que as pessoas esperam, precisam e desejam da experiência no trabalho.

A brincadeira agora é entender o quanto esses dois círculos se sobrepõe. Se eles estão muito distantes, é sinal que você está construindo uma empresa com foco apenas no que importa para a organização. Mas se os círculos possuem uma área de interseção ampla, é sinal de que a sua empresa está conseguindo colocar os colaboradores no centro. Que tal fazer esse exercício e imaginar o quanto esses dois círculos estão próximos ou distantes dentro da sua empresa. Afinal, como Jacob Morgan diz, no seu livro "The Employee Experience Advantage: "Em um mundo no qual dinheiro não é mais o fator primário para colaboradores, focar na Experiência do Colaborador é a vantagem competitiva mais promissora que uma organização pode criar."

Fique com a gente para aprender mais sobre Employee Experience. Até a próxima!

Escute pelo Spotify: