Como cuidar da experiência do colaborador no cenário do Coronavírus

No dia 13/03/2020, a OMS (Organização Mundial da Saúde) anunciou que o Coronavírus, ou Covid-19, alcançou um estado de pandemia. O anúncio gerou tensão, incerteza e até pavor ao redor do mundo. No que diz respeito à experiência do trabalho, empresas globais como Google, Microsoft, Twitter, Apple, Spotify e Amazon já instauraram a política de home office obrigatório. No Brasil, não foi diferente. E nós, da Pin People, também seguimos essa diretriz, estabelecendo que o trabalho deverá ser remoto por toda a nossa equipe. No entanto, apesar da situação parecer caótica, seguimos com o nosso comprometimento de oferecer uma boa experiência para os nossos colaboradores sem deixar de entregar um produto e serviço com o mesmo nível de excelência para todos nossos clientes – e sabemos que eles também possuem esse desafio. Por isso, investimos tempo nos últimos dias para reunir aprendizados próprios e boas práticas de outras empresas, de forma a criar um pequeno guia de boas práticas de trabalho frente ao Covid-19.

Perspectiva da Organização

Do ponto de vista da organização, esses são os elementos-chave para criar uma experiência do colaborador positiva, considerando a nova realidade do trabalho remoto:

Comunicação

Migrar de um modelo de trabalho presencial para virtual pode ser desafiador. Nós sabemos porque também estamos passando por isso. Porém, uma boa comunicação entre a equipe é uma importante ferramenta para reduzir ou até extinguir diversas dificuldades geradas nesse cenário. Dentro deste tópico, é necessário ressaltar que o objetivo deve ser manter-se em contato com os colaboradores, de maneira aberta e frequente. Diante disso, falar o real impacto que a situação trará para a empresa gera um maior senso de realidade e até tranquilização para os colaboradores, evitando que o pânico se instaure. Junto a isso, a comunicação tem com objetivo manter o engajamento e a produtividade, além de trazer clareza sobre as obrigações e entregas de cada indivíduo, time ou área.

Empatia

Nesse âmbito, é necessário lembrar que em diversas empresas o trabalho remoto foi instituído pela primeira vez. Dessa forma, junta-se os desafios de construir uma experiência positiva para os colaboradores na nova dinâmica de trabalho com a tensão gerada pelas consequências do Coronavírus. Assim, a empatia com os colaboradores se torna central e pode ser demonstrada ao ouvir suas dores frente à nova rotina, disponibilizando mais flexibilidade e não atrelando produtividade com horas em frente ao computador, e sim com o resultado do trabalho. Uma ideia aqui é aplicar pesquisas para entender como está sendo a experiência do colaborador trabalhando remotamente. A Pin People, por exemplo, está oferecendo gratuitamente o Remote Work Experience, uma pesquisa que permite empresas entenderem a experiência de trabalho remoto dos seus colaboradores e agir rapidamente sob os pontos de dor, melhorando a experiência com esse modelo de trabalho. Nesse sentido, a Natura, após aplicar a nossa pesquisa, criou diversas iniciativas voltadas para a saúde mental e bem-estar que tiveram como princípio a empatia aos seus colaboradores. O resultado foi impressionante.

Recursos

Diante de dificuldades do trabalho remoto por motivos de solidão (principalmente para colaboradores que moram sozinhos), ansiedade ou mesmo sobrecarga de responsabilidades, pode ocorrer uma queda no engajamento e na produtividade. Disponibilizar os melhores recursos ao alcance da empresa são uma forma de mitigar tais questões. Ferramentas como Slack (comunicação via mensagens), Hangouts (videoconferência), Trello (gestão de tarefas) e Google Drive (armazenamento de arquivos na nuvem) podem gerar uma melhora exponencial na experiência do colaborador que trabalha remotamente e, como consequência, nos resultados da empresa.

Liderança

O trabalho remoto no cenário de pandemia é uma situação na a qual nenhum de nós estava preparado. Portanto, é comum e normal existir um clima de incerteza, ansiedade e medo no ambiente de trabalho. Todavia, é precisamente nesse momento que a liderança possui um papel chave para animar a equipe e estabelecer um sentimento de confiança e tranquilidade. Assim, é essencial que os gestores enfrentem a situação com a mentalidade de que “estamos todos juntos”. Além disso, sabemos que diferentes times possuem diferentes demandas e um bom líder deve ser capaz de identificá-las e agir através de tais diretrizes. Uma dica é aumentar a quantidade de checkpoints entre gestores e equipes. Na Pin People, por exemplo, as equipes de tecnologia e ciência de dados já tinham o hábito de realizar checkpoints diários pela manhã (“stand-up meetings”), prática que está sendo adotada a partir de hoje pelas demais equipes da empresa. Temos também o exemplo da Alelo, que vem desenvolvendo um excelente trabalho em relação às suas lideranças e cultura a fim de melhorar a experiência de trabalho remoto dos seus colaboradores.

Planejamento

Em último lugar, mas não menos importante, o planejamento é um recurso chave que deve ser utilizado neste momento. A maior parte das gerações que estão no mercado de trabalho nunca viveram uma situação igual a esta anteriormente, então o improviso e o teste podem não ser uma boa ideia. Planejar o que, como e porque determinadas ações devem ser feitas pode gerar resultados incríveis, mesmo diante de tantos desafios. Nesse cenário, estar com objetivos alinhados e planos de ação desenhados revelam uma grande vantagem para o negócio. Além disso, tão importante quanto se planejar é monitorar o andamento dos planos, atuando constantemente no que pode ser melhorado.

E do ponto de vista do Colaborador, o que é importante?

Desde a sua fundação, a Pin People já possui parte da equipe trabalhando remotamente. Por isso, pedimos aos Pinners Kenner, Pedro e Vitor para nos contar suas dicas para garantir uma boa experiência no trabalho remoto:

Crie uma rotina

O trabalho remoto dá mais flexibilidade para organizar seu tempo de trabalho, mas a liberdade pode deixar tudo muito solto e a falta de rotina pode impactar a qualidade do trabalho. Por isso, é importante criar uma rotina em cima do estilo de trabalho que parecer mais confortável para você. Isso vai te ajudar a manter o ritmo de entregas ao mesmo tempo em que você aproveita a liberdade do trabalho remoto.

Estabeleça seu local de trabalho

Tente montar seu espaço de trabalho de forma que você consiga realizar o seu trabalho e ter produtividade. Separe o “espaço de trabalho” fisicamente das outras áreas da sua casa. Isso ajudará a garantir produtividade e evitar misturar o mindset de trabalho com o mindset de descanso.

“Arrume-se” para trabalhar de casa

Evite começar a trabalhar logo depois que sair da cama. Antes do trabalho, tome seu banho, coma alguma coisa e se vista para ir para o computador de cabeça limpa. Isso evita o sono, melhora o foco e a disposição e traz sensação de conforto.

Cuidado com a saúde física e mental

Ao trabalhar em casa, podemos acabar maltratando nosso corpo ou nossa mente. Por isso, busque uma posição confortável para o pescoço e para a coluna, levante com frequência e tire os olhos da tela do computador a cada 50 minutos. Isso evita problemas de circulação, cansaço de vista e perda de foco.

Reforce a disciplina

É importante planejar as atividades de casa, incluindo horários para uso de celular, redes sociais e notícias. Tenha disciplina com horários, mas não tenha também peso na consciência de aproveitar seus intervalos para fazer tarefas de casa.

Garanta uma cultura de trabalho remoto

Foque nas atividades e resultados, não em onde você está fisicamente. E garanta que a comunicação flua de forma assíncrona e orgânica por meio das ferramentas certas, de forma que nem pareça que o time está distante. Isso fará que o trabalho flua rapidamente, melhorando os resultados.

Zele pela participação e inclusão de todos

Um dos desafios do trabalho remoto é garantir que todos possuam a mesma voz. Diferentemente de reuniões e encontros presenciais, é fácil “se esquecer de alguém” em uma reunião virtual. Por isso, é importante existir zelo para que todos possam se expressar. Isso inclui pensar também em outros tipos de atividades fora do expediente para reunir todos, mesmo que virtualmente.

Mesmo com as inúmeras dificuldades e desafios que este período trouxe para os colaboradores, instituições e organizações, podemos encarar a situação como uma oportunidade de nos preparar para o futuro do trabalho. Segundo uma pesquisa feita pela Gartner, em 2030 o trabalho remoto crescerá em 30% visto que a geração Z entrará totalmente no mercado de trabalho. Dessa forma, o que estamos vivendo no momento pode ser encarado como um “plano piloto” para novas formas de trabalho e como consequência, uma nova abordagem do que significa entregar experiências positivas para os colaboradores.

Quer ler mais sobre o assunto? Aqui, seguem alguns conteúdos interessantes que andamos lendo e que podem ajudar a garantir uma boa experiência no trabalho remoto:

Tem algum conteúdo, ideia ou aprendizado que quer compartilhar com a gente? É só nos enviar em [email protected]!

Comments are closed.
Mobile Analytics