As melhores práticas de criação e aplicação de pesquisas para RH

Rodrigo Oliveira
Jun 29, 2021

Apesar da aplicação de uma pesquisa de clima organizacional ser extremamente comum, diversos times de RH ainda não possuem uma metodologia específica para a criação de pesquisas.

Nesse artigo, vamos te mostrar o que é Survey Design, qual é sua relação com o RH e algumas boas práticas para você começar a aplicar agora!

O que é Survey Design?

A tradução literal de Survey Design é desenho de pesquisa. Ou seja, Survey Design pode ser conceituado como o processo de criação de pesquisas com objetivo de extrair o máximo de insights.

Mas, antes, vamos ao conceito de pesquisa: "Pesquisa é uma atividade que coleta dados de uma forma organizada e metódica, sobre informações de interesse de um certo grupo. Seus resultados são compilados num documento final para análise posterior." Alguns exemplos são: pesquisa anual com colaboradores; formulário de feedback dos gestores e avaliação pós-treinamento.

Para otimizar a extração de informações importantes para tomada de decisão e orientação para ações organizacionais, coletar dados diretamente dos colaboradores é a melhor prática do mercado.

Apesar de existir uma grande área de estudo para que as pesquisas sejam feitas da melhor maneira, muitas empresas ainda não adotam essa metodologia. Então, vamos falar um pouco do valor do Survey Design para o RH.

Survey Design e Employee Experience

Como já sabemos o conceito de Survey Design, também vale a pena recapitular o que significa Employee Experience (EX). O termo significa Experiência do Colaborador e quer dizer tudo que os colaboradores observam, sentem e pensam ao longo do seu relacionamento e interação com a organização. Ou seja, todos os colaboradores possuem experiências em suas respectivas empresas.

O que acontece na maioria das empresas atualmente é tentar impor aos colaboradores suas necessidades e desejos. Porém, na metodologia de EX, há uma busca por criar um ambiente comum entre as necessidades e desejos das organizações e dos colaboradores, como se pode ver na imagem abaixo.

Diagrama de Employee Experience Pin People
Diagrama de Employee Experience

Para que o processo da junção da perspectiva do colaborador e da empresa seja potencializado, ouvir os colaboradores através de pesquisas e analisar esses dados é fundamental. Além disso, gerar relatórios de fácil análise possui um valor enorme para o RH, possibilitando que haja uma tomada de decisão embasada em fatos e métricas.

Melhores práticas de Survey Design

Agora que já entendemos a importância de pensar na metodologia de criar e aplicar pesquisas, separamos alguns pontos importantes para executar o que aprendemos: 


  1. Objetivo

O primeiríssimo passo nessa jornada é fazer uma reflexão sobre quais são os objetivos da pesquisa, antes mesmo de pensar sobre o questionário e as perguntas. Nesse sentido, pense: “Quais ações sairão da pesquisa? Que decisões diferentes a empresa está pronta para fazer - ou o que permanecerá o mesmo com base nos resultados?”. 


  1. Definições da pesquisa: frequência e confidencialidade 

Os próximos passos são as definições de frequência e se a pesquisa será anônima, confidencial ou identificada. 


Para definir a frequência, devemos pensar principalmente em dois pontos: 

  • Qual a validade dos dados que estão sendo coletados?
  • Qual a sua capacidade de tomar ação após cada pesquisa?


Já sobre a confidencialidade, você deve analisar qual dos seguintes modelos atende mais seus objetivos de pesquisa: 

  • Anônima: Nenhuma informação de segundo plano é vinculada aos dados, não sendo possível identificar respostas individuais;
  • Confidencial: Algumas informações básicas estão vinculadas a cada resposta, mas não são reveladas como resposta individual; 
  • Identificada: A identidade dos entrevistados é explicitamente vinculada às suas respostas e compartilhadas com os resultados.


  1. Design do questionário 

Finalmente chegamos na parte em que começamos a colocar a mão na massa! Para desenharmos um questionário da melhor maneira possível, devemos nos atentar a diversos pontos. Separamos aqui alguns que podem te ajudar bastante: 

  • Revisão de questionários antigos: é importante examinar questões que já foram usadas em outros questionários de mesmo tópico; 
  • Visão geral do questionário: preferencialmente, questionários devem ser curtos e de baixa complexidade; 
  • Características dos respondentes: devem ser consideradas quando as questões forem escritas, pois, elas podem ter um impacto na terminologia e complexidade da linguagem usada nas questões.

Software para criar e gerir a experiência do colaborador

Se você ainda sente dificuldade na hora de montar seus questionários, nós podemos te ajudar! A Pin People é uma plataforma de gestão da experiência do colaborador que ajuda empresas a mensurar e melhorar, de maneira rápida e assertiva, a experiência dos seus colaboradores, de forma a atrair, engajar e reter os melhores talentos.

Possuímos uma equipe inteira de People Scientists que estudam, entre outros tópicos, a melhor forma de criar e aplicar pesquisas. Em seguida, é possível analisar resultados em tempo real, gerando insights rápidos e profundos sobre a experiência dos colaboradores, e orientando melhor a tomada de decisão dos líderes e gestores de RH.



Leia também: